Publicidade 3
Fiat Jelta – 970×120
Riviera 970×120
DestaquesEducaçãoTodas as Notícias

Sem acordo sobre piso Sinte ameaça greve e governador faz apelo aos professores

Publicidade 5

O início do ano letivo de 2016, que está marcado para o proximo dia 15 de fevereiro está ameaçado por uma greve dos professores. Tudo porque o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Piauí e o Governo do Estado não chegaram a um acordo sobre o pagamento do aumento no piso dos professores. O governador Wellington Dias, sua equipe econômica e a secretária de Educação receberam a diretoria do Sinte para uma reunião, que tratou do reajuste, nesta quinta-feira no Palácio de Karnak.

sinte

Segundo a presidente do SInte Odeni de Jesus, a proposta do governo em parcelar o reajuste de 11,36% não será aceito pela categoria. “O Governo propos pagar o reajuste em três parcelas, janeiro, agosto e dezembro e isso a categorai não aceita”, afirmou a presidente do Sinte. Ela lembrou que ano passado o governo pagou o reajuste de 13% no piso dos professores de um vez só. “Outra coisa todos os anos o Governo sabe da lei que reajusta o piso em janeiro e o Estado recebe um reajuste no custo aluno para pagar o aumento para o professor”, disse a presidente do Sinte. Por causa do impasse foi marcado para segunda-feira 15 de fevereiro uma assembleia dos professores. Sinte também quer o Governo do Estado cumpra a lei que trata da carreira do servidores administrativos da Educação.  Com o reajuste o piso, que é o salario minimo do professor 40 horas no Estado, vai para R$ 2.135,00. A decisão do Sinte vai acontecer em uma assembleia no Teatro de Areana na manhã da segunda-feira 15 de fevereiro.

O governador Wellington Dias após reunião fez um apelo para que os professores não façam greve, “pensem nos alunos”, disse. Dias afirmou que o Estado está cancelando investimentos para pagar o reajuste dos professores deste ano. Ele garantiu que vai pagar o aumento e até o fim da semana vai estudar e apresentar junto com a equipe econômica uma proposta para os professores e trabalhadores administrativos da educação.  “Faço questão de me dirigir a professores, professoras e trabalhadores e trabalhadoras em educação, estamos tratando sobre a lei dos administrativos (plano de carreira aprovado na Assembleia) e como melhorar a implantação em relação aos rejuste dos professores para  2016, faço o apelo para evitar a greve, para não prejudicar os alunos”. Até domingo o Governo ficou de encaminhar uma proposta ao Sinte.

Cidade Verde

Publicidade 6
LER MATÉRIA COMPLETA
Publicidade 7

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close